Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Seletiva 13ª IESO

Definida equipe que representará o Brasil na 13ª IESO

Dois estudantes do IFSULDEMINAS, um do IFPI e um egresso do IFTM integram a comitiva que vai para a Coreia do Sul

IES02019 posterO Instituto Federal do Sul de Minas (IFSULDEMINAS) informa a composição da equipe que representará o Brasil na 13ª edição da Olimpíada Internacional de Ciências da Terra (IESO), que acontece de 26 de agosto a 3 de setembro, na Coreia do Sul.

Os estudantes, do Campus Muzambinho do IFSULDEMINAS, João Augusto Vilas Boas dos Santos Gonçalves e Guilherme Teixeira Simões; do Campus Paulistana do Instituto Federal do Piauí (IFPI), Ednaldo de Sousa; e o egresso do Campus Uberaba do Instituto Federal do Triângulo Mineiro (IFTM), Luís Eduardo Freitas, foram classificados na seletiva realizada, virtualmente, pelo IFSULDEMINAS, dia 27 de fevereiro. Todos os integrantes são alunos ou egressos do curso Técnico em Agropecuária integrado ao Ensino Médio, em suas respectivas instituições de ensino, e medalhistas da edição 2018 da Olimpíada Brasileira de Agropecuária (OBAP).

Segundo o estudante Guilherme do IFSULDEMINAS, a expectativa para participar da IESO é grande. "Será a primeira vez que irei para o exterior, o que, com certeza, será um fato marcante na minha vida. Estou ansioso por conhecer um país novo, pessoas novas. Sobre a prova, acredito que vai ser muito marcante, assim como foi a da OBAP. Porém, na competição da Coreia, o exame vai ser mais voltado para áreas como Ciências do Solo e Vulcanismo, além de ser na língua inglesa; uma oportunidade excelente para pôr meu inglês em prática", afirmou o aluno do 3º ano do integrado.

guilerme1A expectativa também é grande nas cidades onde os integrantes da equipe moram, como explicou o recém-formado no ensino integrado do IFTM. "Sou do interior de Minas, na minha cidade, todos estão sabendo que passei, então, cria-se uma expectativa em cima de mim. Quero representar da melhor maneira possível o meu país. Espero que não só eu, mas o time todo vá bem e que consigamos ser premiados", contou, confiante, Luís Eduardo. 

Além dos estudantes, a comitiva brasileira irá contar com o professor do Campus Muzambinho do IFSULDEMNAS, Claudiomir da Silva Santos. Ele será o orientador da equipe, responsável por traduzir, para os competidores brasileiros, as provas do inglês para o português.

luiseduardo2

Seletiva

A seletiva contou com 30 questões de múltipla escolha, parte formulada em português, parte em inglês. O conteúdo abordou temas na área de Ciências da Terra.

Os estudantes que puderam participar da seletiva, necessariamente, precisavam ter sido medalhistas da modalidade de Ensino Médio integrado ou concomitante da OBAP, realizada em 2018. Além disso, havia outros requisitos como: não possuírem 18 anos de idade até 01 de julho deste ano e não terem ingressado no Ensino Superior. Sendo assim, dos 19 medalhistas da OBAP, apenas oito deles estavam aptos para participar da seletiva. Cinco conseguiram pontuação suficiente na prova, porém, apenas os quatro melhores pontuados puderam integrar a equipe brasileira (número máximo permitido pela organização da IESO).

ednaldo22O aluno piauiense do 3º ano do integrado contou como foi a preparação para a seletiva e a importância de ter participado da OBAP. "A princípio, estava preocupado, principalmente, com a área de Inglês, pois tenho mais dificuldade. Na reta final de estudos, me empenhei em fazer a tradução de trechos do livro em inglês que a organização da OBAP apresentou como referência bibliográfica para a seletiva. Este exercício me ajudou a compreender melhor tanto o idioma como o assunto da prova. A OBAP também foi importante, pois com ela tive um primeiro contato com este tipo de competição e percebi que, mesmo eu tendo vindo de uma região pouco desenvolvida, se eu estudar e me dedicar, posso conseguir qualquer coisa. Ser medalhista na OBAP mudou totalmente minha visão de mundo", explicou Ednaldo.

Sobre a IESO

A taxa de inscrição para a participação na IESO 2019 será custeada pela Organização da OBAP. Já as despesas com transporte, obtenção de passaportes, seguros e vistos fica por conta dos participantes. Quanto à hospedagem e alimentação, durante o evento, fica por conta da Organização da IESO.

A IESO é uma olimpíada científica promovida anualmente pela International Geoscience Education Organization (IGEO). Participam os melhores alunos selecionados através de olimpíadas nacionais. A edição 2015 ocorreu no Brasil, organizada pelo IFSULDEMINAS em Poços de Caldas. A competição também já foi realizada na Índia, Argentina, Itália, Indonésia, Taiwan, Filipinas e Japão.

Sobre a OBAP

A Olimpíada Brasileira de Agropecuária (OBAP) é promovida pelo IFSULDEMINAS e tem como objetivo estimular o ingresso de jovens do Ensino Médio (técnico integrado, concomitante e técnico subsequente) em carreiras técnico-científicas, incentivando a participação em atividades de iniciação científica. A competição propõe aos alunos situações desafiadoras, estimulando a cooperação e a integração entre eles.

Desde 2018, além de estudantes brasileiros, a competição está aberta para estrangeiros pertencentes à Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) e, neste ano, o raio de abrangência da OBAP se expandiu uma vez mais, aceitando a inscrição de alunos oriundos de de nações onde o idioma oficial é o Espanhol. 

O regulamento da 9ª OBAP já está disponível no site do IFSULDEMINAS (pode ser conferido também neste link) e, a partir de 15 de maio, estará aberto o processo de inscrição.  

Acesse: Programa Qualidade de Vida entrevista alunos que representarão o Brasil na IESO

Texto: Ascom/Reitoria IFSULDEMINAS

Data: 21/03/2019

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página