Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > PROEX > 1º +Interação
Início do conteúdo da página

1º +Interação

Primeira edição do Programa "+InterAção" promove ações para mais de 900 pessoas em Pouso Alegre

Voluntários do ensino superior trabalham com estudantes e professores do Ensino Fundamental e profissionais e população atendida pelo CRAS e PSF

2019 EVENTO INTERACAO PROEX BANNER 750X195

Na sexta-feira passada, dia 25 de outubro, aconteceu na Escola Municipal Clarisse Toledo, no Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) e na Unidade Básica de Saúde do bairro São Cristóvão, em Pouso Alegre, a primeira edição do Programa de Extensão “+InterAção”. O Programa é uma parceria do Instituto Federal do Sul de Minas (IFSULDEMINAS), da Faculdade de Direito do Sul de Minas (FDSM) e da Universidade Vale do Sapucaí (Univás) para a promoção de ações sociais que apoiem o desenvolvimento e a transformação social das comunidades locais. Ele congrega projetos existentes nas instituições parceiras para executá-los nas comunidades em um único dia.

Estudantes observam slide onde aparece uma geladeira e a pergunta que você acha que é issoCerca de 70 voluntários, todos estudantes do ensino superior, dos cursos Ciência e Tecnologia de Alimentos, Licenciatura em Ciências Biológicas, Licenciatura em Computação e Zootecnia (do Campus Machado do IFSULDEMINAS); História (do Campus Inconfidentes do IFSULDEMINAS); Matemática e Química (do Campus Pouso Alegre do IFSULDEMINAS); Medicina, Psicologia, Enfermagem, Pedagogia e Educação Física (da Univás) e Direito (da FDSM) desenvolveram atividades recreativas, oficinas, palestras e capacitações para cerca de 900 alunos e 25 docentes do Ensino Fundamental I e II e para a população atendida pelo CRAS.

Atividades

Crianças passam a mão numa lontra taxidermizadaNa escola municipal Clarisse Toledo, os estudantes participaram de gincana, envolvendo diversas atividades recreativas e de lazer, e atividade prática com graduandos do curso de História, discutindo o processo de independência do Brasil. Houve também palestras com orientações sobre a prática de bullying e sobre ansiedade e depressão entre adolescentes e suas reações químicas no corpo. Além disso, foram montadas a exposição de animais taxidermizados do Museu de Ciências Naturais do Campus Machado, com considerações sobre a importância da conservação do meio ambiente, e a Mostra de Robótica, com a demonstração de robôs, explicações sobre a “Internet das Coisas” e como a programação digital interfere na vida das pessoas atualmente. 

Crianças observam robôs feitos com peças de montarA vice-diretora da Escola Municipal Clarisse Toledo, professora Kelli Aparecida Ozanan, comentou sobre as ações desenvolvidas. “Além de proporcionarem aos nossos alunos um dia diferenciado, também estimularam o aprendizado e aguçaram a curiosidade deles. Nossos alunos necessitam de mais dias assim, pois é através de atividades lúdicas e interativas como estas que a aprendizagem acontece. Agradecemos a oportunidade e parceria e já estamos planejando mais dias assim para o próximo ano”, relatou.

Segundo o coordenador de Projetos e Eventos do IFSULDEMINAS, Nildo Batista, a intenção é que na próxima edição o programa seja estendido a outros municípios. "O programa é uma forma de trazer mais interação entre os projetos das instituições parceiras que compartilham com a comunidade os saberes acadêmicos. Essa foi a primeira edição do programa que pretende continuar fazendo parcerias para que, em 2020, mais cidades da região recebam ações. Reforçando, assim, a importância dessas instituições para o desenvolvimento das comunidades no seu entorno e envolvendo os alunos num ambiente de ações solidárias e de voluntariado, despertando a preocupação com as pessoas", enfatizou.

População atendida no PSF está reunida em círculo para passar por capacitaçãoEstudante de Licenciatura em História do Campus Inconfidentes do IFSULDEMINAS, Aline Moreira revelou o ponto de vista dos voluntários do Programa e contou como a experiência foi produtiva para sua formação docente. “A interação proporcionou a possibilidade de uma aproximação com a realidade dos alunos do Ensino Fundamental, com quem futuramente irei atuar. Eles mostraram um grande interesse pelos temas propostos, de forma bem atenta. O momento da aplicação da dinâmica foi muito interativo e descontraído, a partir da promoção de debate e exposição de opiniões, chamando-os à reflexão. Para mim, o retorno dessa interação foi satisfação e contribuição profissional. Também foi um prazer muito grande poder atuar junto aos professores da Licenciatura em História, uma experiência de aprender de forma prática”, analisou.

Além dos estudantes, o “+InterAção” lidou com outros públicos. Os professores da escola foram envolvidos em ações de capacitação. Foi trabalhada a área de Matemática, com atividades práticas com jogos; as Tecnologias informacionais e Comunicações na Educação e as regras da Nova Previdência. Houve também capacitações sobre atendimento humanizado em saúde e violação de direitos (mulher, criança e idoso) para profissionais da saúde da rede municipal do bairro São Cristóvão e em alimentação saudável e horta vertical, para população atendida pelo CRAS daquele mesmo bairro.

Os voluntários do programa Mais Interação posam para foto na escola“As ações desenvolvidas pelas instituições de ensino superior, em parceria com gestores públicos, entidades da sociedade civil e lideranças comunitárias, focaram na erradicação da pobreza e da fome; na geração de renda; na inclusão social e educacional e no respeito à diversidade humana. Promovendo, assim, a cultura da paz, equidade social, melhoria da realidade local com maior qualidade de vida e responsabilidade social nos discentes envolvidos nas ações que tornam-se mais comprometidos com a transformação social”, resumiu a professora da Univás, Rita de Cássia Pereira.


Parceria

A criação do “+InterAção” surgiu da parceria feita, neste ano, para a execução de outro programa institucional, o Expedição IFSULDEMINAS. Na oportunidade, durante uma semana das férias escolares de julho, cerca de 100 alunos do IFSULDEMINAS, Univás e FDSM participaram do Programa Expedição, que atendeu, em sua quarta edição, cerca de 10 mil pessoas em 8 cidades mineiras. Confira a matéria sobre os projetos desenvolvidos pelas 11 equipes.

 

SNCT

Sete ações realizadas pelo Programa estavam relacionadas com a 16ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia do Ministério da Ciência Tecnologia, Inovações e Comunicações (SNCT), que tem o objetivo de aproximar a Ciência e Tecnologia da população, promovendo eventos que congregam centenas de instituições a fim de realizarem atividades de divulgação científica em todo o País. Segundo dados do Governo Federal, o IFSULDEMINAS e mais outras 300 instituições estavam envolvidas na SNCT, executando mais de 9 mil atividades, em todo o país.

Texto: Ascom Reitoria/IFSULDEMINAS

Data: 31/10/2019

Atualizada em 04/11/2019 

Fim do conteúdo da página