Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
ptenfres
Início do conteúdo da página

Projetos aprovados

 Projetos do IFSULDEMINAS são aprovados em edital destinado ao Observatório do Mundo do Trabalho

Propostas são responsáveis pela captação de cerca de R$ 120 mil para investimento em pesquisa

Para compreender a dinâmica do mundo de trabalho e coletar informações que possam orientar as decisões de gestão dos institutos federais mineiros foi criado o Observatório do Mundo do Trabalho, um projeto conduzido pelo Instituto Federal de Minas Gerais (IFMG) em ação conjunta com os demais institutos do estado e com fomento da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec/MEC). O projeto lançou edital para seleção de cinco pesquisadores e recebeu 14 inscrições, das quais cinco propostas classificados e duas aprovadas foram de docentes do Instituto Federal do Sul de Minas (IFSULDEMINAS).

Responsáveis pela captação de mais de R$ 120 mil reais, sendo R$ 40 mil reais destinados às despesas de custeio e de capital e os demais valores a pagamentos de bolsistas que atuarão nos projetos, as propostas são dos campi de Machado e de Poços de Caldas. De acordo com o cronograma das atividades, os bolsistas serão selecionados até dezembro deste ano.

A partir de março de 2019 e durante 18 meses, docentes e bolsistas de iniciação científica do Instituto se dedicarão à pesquisa nos eixos temáticos nos quais foram inscritas as propostas: “Mapeamento dos Adensamentos vocacionais nas microrregiões onde se localizam as unidades da Rede Federal de Educação Profissional de Minas Gerais”, sob responsabilidade do professor Eli Fernando Tavano Toledo, do Campus Poços de Caldas; e “Análise do desempenho dos egressos da Rede Federal de Educação Profissional de Minas Gerais no mercado de trabalho”, pela professora Katia Alves Campos, do Campus Machado.

A proposta do professor Eli envolve especificamente, a cadeia produtiva do café como indutora de desenvolvimento local e regional no sul de Minas. Segundo explicou, o trabalho contará com revisão bibliográfica, levantamento de dados secundários, visita técnica, mapeamento e cartografia dos dados, além da preparação de um artigo final.

Para o docente da área de Geografia, os Institutos Federais tem como objetivo promover o desenvolvimento regional por meio da oferta de serviços educacionais de alta qualidade, contribuindo para a inovação tecnológica através da pesquisa aplicada e da extensão tecnológica. “Reconhecer esses adensamentos, a natureza de sua atuação e tendências, bem como travar relações próximas com o setor produtivo, é fundamental para que os Institutos permaneçam relevantes ao longo do tempo”, comentou,

Kátia é professora de matemática e contou que desenvolverá um protocolo de pesquisa destinado aos egressos. Para propor essa metodologia, duas populações serão estudadas: empregadores e possíveis empregadores e os egressos dos cursos presenciais de nível técnico do IFSULDEMINAS. O período em estudo serão os dez anos de criação dos institutos. “Nos primeiros meses será realizada uma pesquisa de forma a comparar o que atualmente é feito sobre pesquisa de egressos na rede. Com esse levantamento, será estruturado um questionário a ser submetido ao Comitê de Ética. Quando os bolsistas chegarem, tentaremos fazer um censo dos formandos dos cursos técnicos de nível médio na modalidade presencial”, explicou.

Seleção dos projetos

Pesquisadores das instituições mineiras tiveram a oportunidade de inscrever seus projetos em cinco linhas de pesquisa delineadas em edital específico, lançado em junho deste ano. Apenas quatro propostas foram aprovadas. A linha de pesquisa remanescente é objeto do Edital 74/2018 , publicado na última semana, e que recebe inscrições até o dia 08 de novembro. Clique e confira como inscrever uma proposta!

Texto: Ascom/IFSULDEMINAS - Reitoria

Data: 17/10/2018

 

 

Fim do conteúdo da página