Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Últimas notícias > IFSULDEMINAS é exemplo em ensino remoto
Início do conteúdo da página

IFSULDEMINAS é exemplo em ensino remoto

IFSULDEMINAS é exemplo no País em ações de ensino remoto durante a pandemia

Instituição foi pioneira nos trabalhos e encerra segundo bimestre letivo com impacto reduzido

 

Em meio a paralisação de milhares de escolas por todo o Brasil, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas (IFSULDEMINAS) avançou em suas ações, servindo de referência para as demais instituições públicas de ensino de todo o Brasil. Desde 18 de março, com a publicação da Instrução Normativa 01/2020, instituiu o Plano Emergencial de Ensino Remoto, para atender a seus 18.195 alunos, matriculados em 70 cursos técnicos, 43 superiores, 15 pós-graduações lato sensu e mais dois mestrados. Alie-se a isso a manutenção e expansão de programas de capacitação, que mantém matriculados e ativos outros 33 mil estudantes em Cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC) e mais de 8.600 discentes no Inglês Sem Fronteiras.

Investimentos no ensino remoto

Os desafios foram muitos, mas antecipando-se às discussões que, atualmente, envolvem a maioria das instituições de ensino, o IFSULDEMINAS emprestou 533 computadores (note, netbooks e de mesa), além de 16 tablets a seus alunos nos oito campi. Foram destinados outros R$ 80 mil para a assinatura de planos de internet 5GB e internet rural para os jovens em vulnerabilidade socioeconômica, para que pudessem ter acesso às aulas e materiais didáticos online. Outros 2.000 pen drives foram distribuídos aos campi, para gravação de conteúdo e entrega, inicialmente, a quem estava sem acesso à internet, enquanto o IF organizava a distribuição de computadores e notebooks.

Os campi do IFSULDEMINAS rapidamente fizeram uso de ferramentas de comunicação e interação como: WhatsApp, Facebook, Instagram, Skipe, G-suit (meet, hangout, drive, youtube, agenda, e-mail). Também vêm sendo usadas ferramentas de postagem de conteúdo, trilhas de aprendizagem e avaliação online e Ambientes Virtuais de Aprendizagem, a exemplo do Moodle e Google Classroom. São 626 professores e mais 553 técnicos administrativos envolvidos direta e indiretamente no atendimento e aulas, visando o menor impacto possível nos estudos durante a COVID-19.

Segundo o reitor do IFSULDEMINAS, professor Marcelo Breganoli, a situação atual é inédita e exigiu muito diálogo, pesquisa, trabalho, estudos, investimentos e criatividade para que o impacto fosse o menor possível. “Nosso diferencial foi ouvir a comunidade acadêmica, tomar diversas providências e fazer investimentos tão logo a epidemia começou. Isso, aliado ao trabalho conjunto nos campi, tem minimizado o impacto no ensino. Sabemos que ainda há muito a fazer, mas enquanto muitas escolas ainda estão pensando em como voltar, estamos atuantes, com segurança, há quatro meses”, destacou.

O pró-reitor de ensino, professor Giovane José da Silva, explicou que as instruções do MEC/SETEC foram sendo adaptadas a medida que novas situações ocorriam. “Tudo foi feito e avaliado periodicamente. A cada semana tínhamos e temos um cenário diferente. Sabemos que em todas as áreas teremos um ‘novo normal’, e isso não será diferente na educação. Porém, temos trabalhado muito para que nossos milhares de alunos tenham a melhor qualidade possível dentro das possibilidades que a COVID-19 nos permite”.

Aulas práticas - adaptações

De acordo com a pró-reitoria de ensino, as aulas práticas seguem atos normativos do MEC, do Conselho Nacional de Educação e das Diretrizes Curriculares dos cursos, a exemplo da Parecer CNE 05/2020 e da Portaria MEC n° 544/2020, disciplinadas internamente por meio das Instruções Normativas 07, 08, 09/2020. A orientação até o momento é de substituição das aulas práticas por remotas, em laboratórios e atividades virtuais, quando possível. Quando não, a orientação é de se suspender as disciplinas, aguardando o retorno das aulas presenciais para a conclusão. Os colegiados de curso de cada campus também tem autonomia para adaptar as matrizes curriculares.

Os investimentos e adaptações no ensino vieram acompanhados de suporte e apoio das áreas de assistência social, psicologia e pedagogia da instituição com atendimento online, produção de materiais informativos, web reuniões, entre várias outras atividades.

Monitoria, tutoria e capacitação docente

O IFSULDEMINAS criou editais de apoio pedagógico com a implantação de monitoria e tutoria online, além de contratar profissionais especializados no atendimento de estudantes com necessidades específicas em contexto remoto (portadores de deficiências cognitivas, físicas, psíquicas e sensoriais). Houve, ainda, a implementação de novos auxílios estudantis, sobretudo voltados àqueles que comprovaram perda de renda durante a pandemia.

Já os professores têm recebido suporte por meio de capacitação continuada online, e a adaptação do Ambiente Virtual de Aprendizagem, de modo a torná-lo acessível a daltônicos, cegos, surdos etc.

Em função de ter atuado de forma rápida e pioneira, atualmente a gestão do IFSULDEMINAS tem orientado outras instituições de ensino da rede e vem discutindo e apresentando sua experiência no ensino remoto e nas perspectivas de retorno às aulas presenciais. Um desses encontros foi a live: Universidades e Instituições Federais de MG: desafio do retorno às aulas, na qual o reitor Marcelo Bregagnoli participou juntamente com outros dirigentes da educação. Em outra versão, o pró-reitor de ensino, professor Giovane José da Silva, falou sobre Experiências do Ensino Remoto, em ação do CEFET-MG.

 

Assista à Live: Universidades e Instituições Federais de Minas Gerais: desafios do retono às aulas

                                                           Clique na banner para assistir

WhatsApp Image 2020 07 24 at 15.00.50

 

Assista à Live: Experiências de Ensino Remoto na EPTNM

 

                                                      Clique no banner para assistir

PHOTO 2020 07 24 15 37 21

 Texto: Ascom/Reitoria
24/07/2020
registrado em:
Fim do conteúdo da página