Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

IESO 2019

Medalhista da OBAP conquista bronze na IESO 2019

WhatsApp Image 2019 09 09 at 11.41.22Depois de nove dias na Coreia do Sul, participando da 13ª Olimpíada Internacional de Ciências da Terra (IESO), que aconteceu de 26 de agosto a 3 de setembro, a equipe brasileira voltou ao Brasil premiada: com o bronze na competição individual.

A delegação brasileira, formada pelos estudantes Guilherme Teixeira Simões, João Augusto Vilas Boas dos Santos Gonçalves (ambos do IFSULDEMINAS - Campus Muzambinho), Ednaldo de Sousa (IFPI-Campus Paulistana) e Luís Eduardo Siqueira Freitas (IFTM-Campus Uberaba), além dos mentores Marco Aurélio Dessimoni Dias (professor do Campus Muzambinho) e Rafael Gomes Tenório (assessor internacional do IFSULDEMINAS), foi uma das 43 equipes participantes da IESO. Ao todo, 181 estudantes, de 41 países, estiveram nesta edição, todos selecionados por meio de olimpíadas nacionais, no caso do Brasil, a Olimpíada Brasileira de Agropecuária (OBAP), realizada pelo Instituto Federal do Sul de Minas (IFSULDEMINAS).

WhatsApp Image 2019 09 09 at 11.42.35Um dos representantes do Brasil na Coreia, Ednaldo de Sousa ganhou bronze no Internacional Team Field Investigation (ITFI), um teste em grupo realizado por equipes que integram competidores de diversos países, e também levou a medalha de bronze na competição individual, que compreende a etapa de provas teórica e prática. O estudante do terceiro ano do Ensino Integrado afirmou que a experiência internacional foi marcante para sua vida pessoal e acadêmica. “A IESO foi uma experiência incrível! Além do ganho cultural de conviver com pessoas do mundo inteiro, de conhecer o modo de vida de cada um, tive a oportunidade de adquirir muitos conhecimentos, de ter contato com uma ciência mais prática e fazer coisas que até então eu só tinha visto na teoria, como algumas análises de laboratório, de rochas, de solo e de fósseis. Além disso, ao trabalhar em grupo com estrangeiros, tive contato com métodos de estudo diferentes e treinei outros idiomas, principalmente, o inglês”, resumiu. 

Para um dos mentores da delegação nacional, Rafael Tenório, a 13ª edição da IESO demonstrou à equipe brasileria a importância de sempre se buscar mais conhecimento. "As questões que envolviam Ciências da Terra (Geologia, Astronomia, Meteorologia, Ciências Ambientais, dentre outros temas) demandaram muito esforço e fizeram com que os estudantes do Técnico em Agropecuária, que não possuem formação específica, ultrapassassem suas zonas de conforto e buscassem conhecimento. A recompensa foi a conquista de premiações".

O aluno do Campus Muzambinho do IFSULDEMINAS, João Augusto Vilas Boas dos Santos Gonçalves, comentou sobre o nível alto dos competidores. "A IESO foi muito concorrida; os estudantes vindos de várias partes do mundo estavam bem preparados para a disputa. Nós nos dedicamos ao máximo também nas provas", revelou.

IESO 2019

O cronograma de atividades da IESO 2019 contou com a realização de provas escritas e práticas sobre Geologia, Meteorologia, Ciência Ambiental e Astronomia Terrestre, além de ter proporcionado às delegações atividades socioculturais e acadêmicas. As equipes começaram a chegar naquele país no dia 26 de agosto, na cidade coreana de Daegu. No dia seguinte, realizaram uma excursão cultural a um templo budista (Bulguksa) e ao observatório astronômico mais antigo da Ásia (Cheomseongdae) e participaram da cerimônia de abertura do evento, que contou com apresentações culturais coreanas e pronunciamentos de autoridades locais e organizadores da IESO.

Em 28 de agosto, os estudantes realizaram uma excursão geológica ao Parque Juwangsan, patrimônio natural reconhecido pela UNESCO. Também visitaram o Museu de Literatura Gaekju e a Galeria de Arte Yasong, que reúne mais de 350 obras modernas coreanas e internacionais.

Nos dias 29 e 30 de agosto, os competidores fizeram as provas teóricas e práticas. As últimas aconteceram em dois momentos: dentro das acomodações do Museu Nacional de Ciências de Daegu e no acesso à montanha de Biseul.

Além das provas individuais, houve também atividades em grupo, realizadas por equipes que integravam competidores de diversos países. No primeiro teste, chamado Internacional Team Field Investigation (ITFI), os estudantes foram para sítios arqueológicos, com vestígios e fósseis de dinossauros, localizados nas cidades de Goseong e Jinju, para analisar o processo de formação do estrato terrestre. No dia seguinte, apresentaram os resultados oralmente a jurados. No segundo teste coletivo, os estudantes pesquisaram sobre o fenômeno dos tufões, recorrentes no leste asiático, e montaram pôsteres sobre o assunto, avaliados também por um júri.

Na reta final da olimpíada, os competidores ainda compareceram ao Festival de Ciências de Daegu e, no dia 2 de setembro, participaram da Cerimônia de Encerramento da IESO, onde houve a divulgação e premiação dos vencedores da edição 2019.

OBAP 2019

Saem da Olimpíada Brasileira de Agropecuária (OBAP), promovida pelo IFSULDEMINAS, os candidatos a comporem a delegação brasileira que compete na IESO, podendo participar da seletiva apenas seus medalhistas de ouro. A taxa de inscrição para a participação na olimpíada internacional também é integralmente custeada pela organização da OBAP.

A OBAP tem como objetivo estimular o ingresso de jovens do Ensino Médio (técnico integrado, concomitante e técnico subsequente) em carreiras técnico-científicas, incentivando a participação em atividades de iniciação científica. A competição propõe aos alunos situações desafiadoras, estimulando a cooperação e a integração entre eles.

Desde 2018, além de estudantes brasileiros, a competição está aberta para estrangeiros pertencentes à Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) e, neste ano, em sua nona edição, o raio de abrangência da OBAP se expandiu uma vez mais, aceitando a inscrição de alunos oriundos de nações onde o idioma oficial é o Espanhol.

A 9ª OBAP acontece nos dias 26, 27 e 28 de setembro, na cidade de Foz do Iguaçu, numa parceria entre o IFSULDEMINAS e o Instituto Federal do Paraná (IFPR). Neste ano, a olimpíada recebeu a inscrição de 619 equipes brasileiras e 26 equipes estrangeiras. 

Texto: Ascom Reitoria/IFSULDEMINAS
Data: 10/09/2019
registrado em: ,
Fim do conteúdo da página